Ney Braga – O governador da integração do Paraná

Juraci Barbosa Sobrinho é Advogado e Consultor Empresarial

Publicação semanal em suas colunas da Folha do Litoral News – Paraná Empreendedor;

Diário da Indústria & Comércio

Ney Braga – O governador da integração do Paraná

 

Ao assumir pela primeira vez o Governo do Estado, em janeiro de 1961, Ney Braga foi à Universidade Federal do Paraná para buscar jovens brilhantes ali graduados para formar sua equipe. Mentes arejadas e com visão de futuro, proporcionaram à época, uma gestão inovadora.

Uma das ferramentas criadas foi a constituição do Fundo de Desenvolvimento Econômico – Lei 4.529/1962, que viabilizou a construção das duas principais artérias de escoamento de nossas riquezas.

Aos mais jovens lembramos que até o início da década de setenta, o norte do estado tinha como referência São Paulo capital e no Sudoeste/Oeste o Rio Grande do Sul. Com a construção da Rodovia do Café (BR-376), ligando Ponta Grossa a Paranavaí, e da BR-277, até Foz do Iguaçu, foi possível a integração física, econômica e cultural do estado.

A consolidação da infraestrutura com as novas rodovias tornou possível às companhias de melhoramento viabilizar a ocupação urbana no norte “Novo” e do oeste do Paraná.

Melhor se explica com o número de cidades. Até 1950 o Paraná tinha 119 municípios. Em vinte anos passou a 288. Somente no ano de 1961 foram emancipadas 81 cidades. A população de aproximadamente 2 milhões de habitantes em 1950 chegou a triplicar nos anos 1970.

Isso foi possível graças à competência da equipe de Ney Braga, além de sua capacidade de liderança, colocando em prática os estudos e a estratégia para destravar e alavancar o desenvolvimento em todo o estado.

Podemos citar outras ações, como a construção da Usina Hidrelétrica Governador Pedro Viriato Parigot de Souza (Capivari-Cachoeira) e criação da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Paraná. A partir dali a economia paranaense entrou em um compasso de diversificação da produção industrial, ampliando os setores econômicos. Também foram criadas a Cia Agropecuária de Fomento Econômico, Telepar; Fundepar e Celepar, entre outras.

Hoje o Paraná está consolidado em seu território (399 municípios) com um parque industrial bem distribuído e diversificado, reconhecido no mercado internacional, que utiliza das mais avançadas tecnologias na produção e transformação de proteínas a partir de uma agricultura de ponta.

É importante o reconhecimento àqueles que prepararam o ambiente ao desenvolvimento do nosso estado, que hoje disputa a posição de quarta economia do país.

Por: Juraci Barbosa Sobrinho.